Gegen den postmodernen Nihilismus

Contra o niilismo pós-moderno

Sinceramente, esse pessoal reclamando de um cachorro morto ainda me dará câncer. Pessoal que fica se doendo porque desta vez a violência foi gravada, mas e os outros cachorros que neste momento estão lá na rua apanhando de um monte de bêbados? E aqueles que estão morrendo de fome? Apesar de não gostar muito de Bauman, é fato que essa pós-modernidade é puramente líquida, inapreensível…mas não se preocupem! Há um lado bom nisso tudo: por ser uma pós-modernidade líquida, daqui a pouco surge outro vídeo e/ou notícia mais chocante que essa para então esse pessoal de Facebook poder fazer mais manifestações de sofá, odiar-se a si mesmo cada vez mais e mais, rogar cada vez mais e mais pragas contra a raça humana ou então resolver nossa violência com mais e mais violência! Uma violência mentirosa, uma vez que todos são corajosos na medida em que estão atrás de um monitor. O bem vencendo o mal com as mesmas armas que o mal usa para fazer o mal. E se não isso, a arma é a estagnação total, parada total para deixar nas mãos de Deus. Que venham dizendo que pelo menos estão fazendo alguma coisa, mas a realidade é que nada está sendo feito: se você acredita estar fazendo algo de bom quando comenta em algum lugar que não tem mais fé na humanidade ou quando você manda pro “safernet” o site do Koerich ou um vídeo de cachorrinhos em um balde sendo jogados no rio, então você é um ingênuo. Mas não se preocupe, pois você não está sozinho. Olhe pro teu lado, ele também é outro ressentido que vai te ajudar a denunciar todas as maldades que são feitas na internet! Pois, uma vez que da internet foram deletadas tais imagens horríveis (tais quais sites de pedofilia), é fato que a ação na vida real foi totalmente anulada! Parabéns, você ajudou uma criança a ser desestuprada; parabéns, você desafogou os cães; parabéns, você descremou o gato; parabéns, você tirou a fome daquela criança. Melhor do que ficar se enganando com esses placebos, é aceitar a realidade tal qual ela é (a realidade sempre foi cruel, a diferença é que hoje nós estamos tomando conhecimento disso mais rapidamente) ou sair e ir fazer alguma coisa de fato.

Anúncios

Um comentário em “Gegen den postmodernen Nihilismus

  1. Luã Braga disse:

    Excelente texto.
    ‎”E se não isso, a arma é a estagnação total, parada total para deixar nas mãos de Deus.”
    Deus é sempre o justiceiro dos fracos.

Comentem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s