Für Elise wieder

Bouguereau_venus_detailNão quero parecer rude. Aliás, entenda-me da maneira mais plácida com que possas entender aquilo que digo com a paixão dos meus sentidos na doçura mais sublime da sua sensibilidade. O que eu quero é teu corpo. Teu corpo nu. Igualzinho quando nasceste. Quero sentir o sabor luxurioso dos encontros de múltiplos pecados sendo praticados no mesmo ato. Sentir a rebeldia de subverter as divinas leis. Quero-te. Quero sentir aquilo que se sente quando os sentidos estão em desordem, quero que a desordem esteja mapeada para aproveitar-te da melhor maneira. Quero sentir-te, na verdade; com a intensidade que mereces. E quero que me sintas apenas com o sentir. Que entregues-te sem o pensar, que feches os olhos diante do abismo e não o temas. Que possamos apenas sentir os ventos e que eles nos guiem no sentido da mais pura e sincera blasfêmia. 

Anúncios

Um comentário em “Für Elise wieder

Comentem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s