Nihilismus

lokura

Tenho vontade de não aguentar mais as vicissitudes de minhas tristezas. Tenho vontade de cegar e ensurdecer-me de todo o mundo, para que eu não precise mais justificar as minhas fraquezas e nem enfrentá-las. Superá-las parece-me algo sem sentido. Quem sabe não sejam fraquezas e sim a simples luta contra a aquilo que não precisaria ser. Não querer tornar-se o que não se é. Meus passos carecem de sentido, geográfica e psicologicamente. As minhas vontades são norteadas por deveres civilizados, fracos, lancinantes. Ainda que o riso tome meu ser vez ou outra, ele já não faz sentido nesse coração niilista incorrigível. Talvez devesse esquecer de tudo que não precisa ser lembrado e vagar até a morte errante em cima da terra. Talvez devesse apenas não ser, não explicar, não justificar, não lembrar, não me preocupar. Talvez devesse apenas encontrar o lugar mais belo e ali ficar até meu corpo apodrecer inerte às intempéries do mundo. Já não tenho mais palavras para mentir pra mim diariamente de que essa vida é bela e que vale a pena. Não tenho condição mental de suportar a vida como é, as paisagens e cenários repetidos. Talvez devesse acabar abruptamente com tudo. Sem dor, sem sofrimento, sem espera. Por um ponto final naquilo que não precisa ser.

Anúncios

Comentem!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s